Só mais um site WordPress.com

autoescritora

#juntasedescaradas Por @elyescritora 💜

Homens

Há muito o que falar, mas como fazê-lo sem cair no ‘lugar comum’?

Príncipes encantados já sabemos que não existem; homens perfeitos, também não; super heróis dispostos a salvar o dia estão entrando em extinção… Então, o que sobrou?

Aqueles homens que sofrem porque ainda precisam entregar à sociedade uma figura que já não lhes pertence mais, contudo devem mantê-la como forma de provar seu próprio valor.

Não vou falar em demasia. Vou dizer apenas que: ” homens, vocês, como nós, devem se conscientizar de que são únicos. Devem aprender a lidar consigo como seres humanos, não como pessoas que necessitam sempre mostrar sua importância.

Estamos no mesmo barco, com diferentes níveis de desafios, mas todos com capacidade de superar a si mesmos e se empoderar daquilo que, até ontem, julgavam como fraqueza: o amor, o sentimento, a bondade e a sinceridade.

Paradigmas precisam deixar…

Ver o post original 84 mais palavras

Mais uma pequena contribuição no blog @autoescritora

autoescritora

#juntasedescaradas Por @elyescritora 💜

Até pouco tempo eu não sabia o que significava o termo qualidade de vida. Achava, realmente, que fosse algo surreal ou completamente fora do alcance. Ou que fosse algum ponto obscuro de um conto que quem conta aumenta um ponto. Enfim, não fazia a mínima ideia de seu significado.

Então, o mundo mudou. Cresci, amei, chorei e sigo meu caminho como quem não quer nada, e hoje entendo o quanto é importante ter uma vida qualificada com um ‘excelente’ na avaliação. Mas, quem é que avalia a vida que levamos?

Às vezes, me ponho a pensar em quantos momentos trocamos ou perdemos não porque não os queríamos, mas porque foram escolhas necessárias naquele contexto. Isso significa que abrimos mão de nossas vidas? Claro que não. Significa apenas que encontramos um novo caminho em que acreditamos com mais vontade e força. É, mas ficou para trás; não…

Ver o post original 165 mais palavras

Por Ely Escritora

Mais uma participação em prol das Mulheres!

autoescritora

#juntasedescaradas Por @elyescritora 💜

.

Sororidade

Só: assim começou.

Em breve, éramos mais;

Muitas mais!

Soro: benefício sobre a Terra,

Imagem e criação divina…

Soror: irmãs na busca de identidade,

Não de individualidade, apenas;

Mas dessa força que nos une

Em prol da justiça e da cidadania.

Idade: o tempo passou,

E a História consolidou

O que dentro de cada uma

Já era órgão e sangue

Correndo nas veias da Luta,

Vencendo e superando

As ideias disformes da submissão

E as sociedades incultas

Cujos desejos eram de subserviência.

E crescemos,

Assumimos nossa maturidade,

Transmutando queimaduras,

Sutiãs e proibições

Em plenitude, liberdade e poder.

Sororidade não é um termo,

É a marca de toda aquela

Cuja vida provê a vida

Em todo e qualquer lugar:

Somos todas

E todas Somos!

Ver o post original

Escritora Ely

Uma singela participação!
Gratidão, @autoescritora!

autoescritora

“Vem ni mim”

Passeando pelo Instagram, deparei-me com um desafio, um baita desafio para mim e, creio eu, para muitas mulheres mundo afora: sexualidade. Não é fácil falar de sentimentos, imagina falar de sexualidade. Disso falamos entre amigas, talvez num bar ou num ambiente descontraído que nos aconchegue até porque tudo o que aprendemos sobre isso foi o quanto deveríamos ser “recatadas e do lar” e, talvez por isso nunca tenhamos recebido o apoio necessário para falar de quem somos. Dessas personagens que sonham com uma noite tórrida com o mais belo ator de Hollywood ou com aquele mecânico suado da oficina da esquina (clichê, mas quem nunca se fez valer de um?). Ninguém nos disse, mas hoje sabemos: todos os sonhos são permitidos!

Entretanto, muitas de nós sofreram horrores com seus sentimentos reprimidos, afugentados, mas nunca esquecidos e adoecemos porque não podíamos viver tudo aquilo que sentíamos, afinal virtuosas…

Ver o post original 474 mais palavras

Mais um momento inesquecível!
#IESF
#FeijoadaBeneficente

Belíssimo blog!

Farofa Filosófica

CONHECIDA COMO A PENSADORA DA LIBERDADE, HANNAH ARENDT VIVEU AS GRANDES TRANSFORMAÇÕES DO PODER POLÍTICO DO SÉCULO XX. ESTUDOU A FORMAÇÃO DOS REGIMES AUTORITÁRIOS/TOTALITÁRIOS INSTALADOS NESSE PERÍODO E DEFENDEU OS DIREITOS INDIVIDUAIS, CONTRA AS “SOCIEDADES DE MASSAS” E OS CRIMES CONTRA A PESSOA.


Alemã de origem judaica Hannah Arendt (1906 – 1975) formou-se em filosofia em Heidelberg, período em que foi aluna do filósofo Martin Heidegger. Trabalhou, entre outras atividades, como jornalista e professora universitária. Recusava-se ser classificada como “filósofa” e também se distanciava do termo “filosofia política”; preferia que suas publicações fossem classificadas sob o tema “teoria política”. Entretanto, ela continua sendo estudada como filósofa, em grande parte devido a suas discussões críticas de filósofos como Sócrates, Platão, Aristóteles, Immanuel Kant e Martin Heidegger, além de representantes importantes da filosofia moderna como Maquiavel e Montesquieu. Devido aos seus trabalhos sobre filosofia existencial e sua reivindicação da discussão política livre, Arendt tem um papel central…

Ver o post original 265 mais palavras

Texto muito bom! Vale a pena a leitura!

Blog Cidadania & Cultura

Antônio Suarez Abreu, no livro “A Arte de Argumentar – Gerenciando Razão e Emoção”, afirma: “vitimados por uma educação desestimulante, submetidos ao julgamento crítico da opinião pública, massificados pela mídia, vivemos nossas vidas adiando ou perdendo nossos sonhos e isso nos torna infelizes. Até mesmo pessoas com sucesso financeiro e prestígio pessoal acabam tendo esse destino. Todas sofrem a doença da solidão, uma doença que nos separa até mesmo dos nossos familiares, com quem, muitas vezes, vivemos em um clima diário de discussões e ressentimentos.

[Millor Fernandes definiu família como “agrupamento de pessoas com a chave da mesma casa”.]

Todos nós teríamos muito mais êxito em nossas vidas, produziríamos muito mais e seríamos muito mais felizes, se nos preocupássemos em gerenciar nossas relações com as pessoasao nosso redor, desde o campo profissional até ao pessoal. Mas para isso é necessário saber conversar com elas, argumentar

Ver o post original 841 mais palavras